sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Cirurgia Bariátrica: Mitos, Verdades e Experiência

Olá pessoal.
Hoje é um dia muito massa. Hoje completo 60 dias, de cirurgia!!


Passei por muitas coisinhas que quero compartilhar com vcs.

O mito que eu quero quebrar nesse texto é a seguinte frase:  "Ah, com cirurgia é fácil."
Não, não é. É difícil ficar na fase líquida onde você tem que tomar coisas por obrigação pq não sente fome e sente enjoo só com o cheiro do caldos. É doloroso crise de gases. É muito difícil sentir desconforto pra engolir nos primeiros dias. É difícil lidar com pessoas comendo outras coisas que você não pode comer (depois de alguns dias isso já não importa mais). É duro ouvir as pessoas dizendo coisas todos os dias, sem intenção obviamente, que machuca profundamente. Já ouvi essas coisas:

"Você era mais legal quando estava mais gorda."
"Uma filha da amiga da vizinha morreu com 50 dias de cirurgia."
"A minha amiga engordou tudo novamente."
"Com cirurgia é fácil."

Queridos, quem passa por esse processo não quer ouvir essas coisas. Cada pessoa é única, e tem uma experiência única. E a pessoa, sim, tem mérito total nas conquistas. Não é a cirurgia sozinha que trás o resultado. Óbvio que nos primeiros dias, fase líquida, recuperação, vai emagrecer. Mas no segundo mês que já volta a comer mais ou menos normal, mora o perigo. Se não houver mudança de hábitos, mudança de alimentação, se esforçar, fazer atividade física, o processo cirúrgico só vai trazer anemia e reganho de peso. Certa vez uma amiga chamada Raquel comentou em uma foto minha no facebook.. "Nossa, quem faz essa cirurgia realmente está com vontade de mudar.." e ela tem razão.

A cirurgia faz um corte real na sua carne, onde todos os efeitos de erros alimentares, se faz presente fisicamente. Você sabe da frase "tem que mastigar muito bem antes de engolir para facilitar a digestão e aumentar a saciedade". Mas se você não fizer isso com a bariátrica, você entala e vomita. É uma decisão radical, e no meu caso necessária como eu havia dito nesse post.



A dieta líquida é realmente difícil! Não se sente fome. Não sente vontade nem de água a meu ver. Eu fiquei empurrando os alimentos. E dai, passou os dias e veio a dieta pastosa!! Essa foi ótima! Podia purê de frutas, purê de batatas, carne batida, sopa batida. Ficou muito mais saboroso. É muito fácil de voltar a sentir prazer em comer. Há quem defende que prazer em comer é uma armadilha para reganho de peso. Eu discordo totalmente, o grande segredo em tudo isso, é equilíbrio.





A parte dos entalos e vômitos eu tenho experiência para falar. Eu tive Estenose (estreitamento) da anastomose (passagem do estômago para o intestino). Consequentemente tive muitos entalos e como o enjoo é insuportável, não tem como não vomitar. Não conseguia segurar! Comuniquei ao meu médico e logo ele marcou uma endoscopia onde a passagem foi alargada. Claro, pouquissimo. Foi alargada para cerca de 1cm. Isso foi com 31 dias de cirurgia. Desse 31º dia, continuei entalando (bem menos), até aproximadamente o 50º dia. Nos últimos 10 dias não tive mais entalos e vômitos. Graças à Deus! O segredo está realmente na mastigação. 

Após todo esse o relatado "triste", não é só "coisas ruins" que colhemos da cirurgia. Tem sim, partes difíceis e ruins, mas também tem muita coisa boa que compensa tudo de ruim. Eu hoje tenho muito mais ânimo, eu hoje posso dizer que sou muito diferente do que eu era a 60 dias atrás. Fiz uma caminha de 5km! É incrível isso! Eu era totalmente sedentárias. Eu era desanimada até para cumprimentar as pessoas. Hoje é totalmente diferente. Tive uma grande evolução na minha alimentação também.

Início da Dieta Líquida, ainda no Hospital (50ml de gelatina ou caldo a cada 2hrs e água nos intervalos.)

 Nova relação com a alimentação. Aprendendo os sabores e texturas na fase pastosa e agora na fase branda tbm.




Conquistas! Primeira caminhada de 5km. Rosto mais fino, 22cm a menos de circunferência abdominal.

 Prato de alimentos atualmente: 150 ~180 gr de muita qualidade
Nesse prato tem arroz integral, alfaces, broto de alfafa, brócolis, vinagrete, cenoura ralada, vagem, abóbora e alcatra.


Ganhos em perca de peso ficou:

Peso Máximo: 126,8kg
Peso na Cirurgia: 121,7kg
Peso Atual: 105,3kg

Total de Perda: 21,5kgs (5,1Kg na fase do pré operatório (Cerca de 5 meses) e 16,4Kg com a cirurgia)
Eu também tenho outra relação com a comida. Eu opto por alimentos mais saldáveis e nutritivos também porque eu aprendi a comer. Com toda a dieta líquida, o paladar "desvicia". Tudo fica meio salgado ou muito doce. A luta com certeza é pra vida toda! Num próximo post falarei um pouco sobre Reeducação Alimentar, a forma que eu enxergo a comida e dicas para se manter em paz com a alimentação e coma mente.

Obrigada a todos que torceram por mim! Estou muito feliz e bem mais recuperada!
Glorifico muito à Deus primeiramente por ter me permitido passar por esse processo, a minha mamãe e papai queridos que estavam do meu lado, sogro e sogra e principalmente meu companheiro amado Deivid, que realmente aguenta todos os meus choros, desesperos, me ajuda na alimentação e me anima todos os dias!